16 março 2015

Lua de mel em Foz do Iguaçu. Hotel, transporte, restaurantes etc.

Ficamos hospedados no San Martin Resort & Spa, um hotel grande, com quartos confortáveis, piscinão, bar à beira da piscina, quadra de tênis, campo de futebol, academia de ginástica, restaurante, recreação para as crianças, funcionários atenciosos, spa, mas que não chega a ser um resort.

A localização é excelente: ao lado dos Parque das Aves, a 400m da Helisul (empresa que realiza vôos de helicóptero) e a 500m da entrada do lado brasileiro do Parque Nacional do Iguaçu.

Outras vantagens do hotel é que eles buscam e levam os hóspedes ao aeroporto, de graça, e possuem uma pequena agência de turismo, a Paudimar, que fica dentro do próprio estabelecimento.

São, todavia, pontos negativos do hotel:

O restaurante é fraco, a comida não é saborosa e eles não são flexíveis, pois não gostam de fazer pequenas modificações no cardápio, como por exemplo, trocar queijo amarelo por queijo minas.

O Wi-fi não funcionava no nosso quarto.

A lavanderia esqueceu de lavar uma roupa de Roberto.


Quanto ao transporte, o transfer do aeroporto para o hotel e vice-versa foi feito pela agência do hotel e foi cortesia do mesmo, mas a distância entre o aeroporto e o hotel é pequena, uns 5 minutos de carro.

Fomos para o Duty Free Shop de táxi e pagamos R$90,00* ida e volta, mas não vale a pena ir ao Duty Free se o dólar estiver alto.

Fomos para o lado argentino do parque de ônibus, com a Loumar Turismo, e pagamos R$89,00* cada.

Fomos de táxi para um shopping no centro de Foz e pagamos R$100,00* ida e volta.

O táxi para Ciudad del Este, no Paraguai, sai a R$140,00* ida e volta. Nós não fomos ao Paraguai, mas saibam que as lojas de lá não abrem aos domingos.

Em Foz há um museu de cera que abre todos os dias, de 8 às 19h. O ingresso custa R$40,00*, mas pode-se visitar o museu de cera e mais duas atrações (o Vale dos Dinossauros e as Maravilhas do Mundo) por R$90,00*. Nós fomos apenas ao museu e acho que só vale a pena visitá-lo se você estiver com crianças ou nunca tiver ido a um museu de cera, que era o caso de Roberto.


Não jantamos em nenhum restaurante fora do hotel, pois eu havia feito uma cirurgia há pouco mais de 1 mês e estava cheia de limitações alimentares, mas pesquisando em outros blogs, listei alguns restaurantes que gostaria de conhecer:

El Quincho del Tío Querido e La Rueda - são as churrascarias mais famosas de Puerto Iguazú, na Argentina.

AQVA - é o restaurante mais sofisticado de Puerto Iguazú.

Armazém Restaurante - fica no Centro de Foz, possui rodízio de bacalhau às quintas-feiras e translado gratuito entre o hotel e o restaurante.

Outros passeios que se costuma fazer em Foz do Iguaçu:
Visitar o Parque das Aves;
Sobrevoar as cataratas de helicóptero;
Visitar a Usina Hidrelétrica de Itaipu;
Fazer compras em Ciudad del Este;
Visitar o bar de gelo, em Puerto Iguazú;
Jantar em Puerto Iguazú;

Créditos: cataratasdoiguacu.com.br

Blogs que foram úteis:
Viaje na Viagem;
My Destination Anywhere;
Guia 4 Rodas;

Eu adorei a viajem, pois as cataratas são encantadoras, mas não voltaria a Foz do Iguaçu no Carnaval ou em outro feriado prolongado, pois nessas datas o parque nacional fica muito cheio e o passeio pode se tornar estressante, principalmente do lado argentino, que não tem infra estrutura para receber muitas pessoas.

Beijos e uma ótima semana,

Silvia Tanes :)

*Preços de fevereiro/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para mim :)

Silvia Tanes - Decoradora de Eventos ©| Desenvolvido por Heart Ideas – soluções criativas.