22 abril 2010

Casamento civil

A cerimônia civil de casamento pode acontecer de duas formas:

1. Casamento no cartório (ou dentro da sede). Celebrado pelo Juiz de Paz na Sala de Casamentos do cartório. Além dos gastos com o processo de habilitação, paga-se uma taxa ao Juiz pela celebração do casamento.

2. Casamento em diligência (ou fora da sede). Celebrado pelo Juiz de Paz no local onde será a festa de casamento. Neste caso, paga-se uma taxa de deslocamento do Juiz de paz e do escrivão até o lugar da festa. O valor da taxa é determinado pela Corregedoria do Tribunal de Justiça, mas pelo que pesquisei, cada juiz cobra um valor e a maioria não cobra menos de R$ 800,00.

Nosso casamento será em diligência e uma das maiores preocupações das noivas que casarão dessa maneira é ter um casamento emocionante e não frio como costumam ser os casamentos dentro do cartório.

Felizmente, alguns Juízes de Paz, antenados nesta preocupação das noivas ou conscientes da importância deste momento para nós, procuram fazer uma cerimônia personalizada, falando sobre a história do casal, lendo textos ou declamando poemas escolhidos pelos noivos.

Pesquisei bastante para encontrar um Juiz que se adequasse a este perfil e consegui algumas indicações, que posto aqui:

1. Maria Vitória. Juíza da 5ª circunscrição do RCPN (Cartório de Copacabana). É a mais famosa, a mais elogiada e a mais requisitada. Fez o casamento de vários famosos, como Glória Pires e Orlando Morais, Carolina Dieckmann e Marcos Frota e o último casamento do Jayme Monjardim. Porém, segundo algumas noivinhas, virou estrela e às vezes atrasa mais que a noiva.

2. Aretuza. Juíza de Paz de Niterói. Contato: 99892106. Era a minha primeira opção, pois uma das minhas madrinhas foi a 2 casamentos celebrados por ela e adorou. Todavia, liguei para ela e a mesma me disse que em virtude da sua idade avançada, não está mais fazendo casamentos em locais distantes da sua residência, como Jacarepaguá, onde eu vou casar. É muito requisitada por noivos espíritas

3. Sônia. Juíza da 4ª Circunscrição do RCPN (Cartório do Catete). Contato: 93282667. Era a minha segunda opção. Faz uma entrevista com os noivos antes do casamento para realizar uma cerimônia especial. Fechei com ela.

4. Lilah Wildhagen. Juíza da 3ª Circunscrição do RCPN. Possui um blog chamado Lilah Juíza de Paz Feliz. Celebrou o último casamento do Bruno Gagliasso. Também é conhecida por celebrar cerimônias personalizadas.

5. Mário Bitar. Juiz de Paz de Niterói. Contato: 9674-0992. Dizem que tem um estilo brincalhão na realização dos casamentos.

6. Edgard Caldas. Juiz da 8ª Circunscrição do RCPN. Também é bastante elogiado.

Quem quiser casar fora da sede, deve entrar em contato com o juiz de paz escolhido assim que definir o dia do casório para que o mesmo reserve logo a sua data. Se a noiva ou o noivo morarem em um Bairro abrangido pela circunscrição do juiz escolhido, eles terão que propor o processo de habilitação nesta circunscrição e pronto. Mas se os noivos escolherem um juiz que não pertença a sua circunscrição, eles terão que pegar a habilitação, levá-la para o cartório do juiz de paz escolhido e pagar um valor por isso.

Para saber qual a documentação necessária para o processo de habilitação,
valores, prazos e outras informações, clique aqui.

Quem tiver indicações de outros juízes, mais informações sobre os citados aqui ou outras dicas sobre este assunto, compartilhe conosco.

Beijos, Sil :)

Cerimônial civil celebrada na Casa de Santa Teresa pela Juíza Sônia, do cartório do Catete

21 comentários:

  1. Ola

    Muito obrigada pelo carinho.
    Gostaria de fazer uma retificação a taxa de transferencia, aquela que os noivos pagam quando levam a certidão de habilitação para o cartório do juiz de paz escolhido, é, pela tabela da Corregedoria, R$ 72,57.É obrigãção do cartório obedecar a tabela.
    Bjks e sorrisos
    Tenham um dia lilás
    Lilah Wildhagen
    Juíza de Paz - TJRJ

    ResponderExcluir
  2. OI Silvia

    olha, a minha juíza é a Lilah Wildhagen, que escreveu aqui em cima no comentário. Ela é um amorzinho! Além de ser uma pessoa super espiritualizada, é muito carinhosa e atenciosa!

    Super indico ela ;)

    beijinhos, ju

    ResponderExcluir
  3. Adorei a dica...

    no meu caso farei a cerimônia religiosa com efeito civil então não precisarei de um juiz de paz...

    mas o post é ótimo para quem vai precisar

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Lilah. Obrigada pela informação. Já fiz a correção.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Silvia,

    me caso em dezembro desse ano também e estou louca atras de um(a) juiz(a) de paz! Fiquei super feliz de ter encontrado seu blog, já me deu uma boa luz. Já tinha até encontrado o blog da Lilah e estou aguardando contato. Obrigada e parabéns pelo casamento!! Sejam muito felizes!!

    ResponderExcluir
  6. MInha juiza seria a ,lilah, mas ela nao conseguiu mais agendar a data e agora estou louco atrás de alguém pra fazer... todos estao ocupados ! !

    vou contratar um ator, vestir de juiz e dar um texto pra ele... e o cartório leva o livro ! ! !

    ResponderExcluir
  7. Anônimo: se você não conseguir agendar com nenhum juiz de paz, sugiro que você case no cartório e no dia da sua festa, peça para algum amigo ou parente seu ou do seu noivo, que tenha uma boa oratória, falar algumas palavras ou ler algum texto, fazendo uma cerimônia simbólica.

    ResponderExcluir
  8. Just want to say what a great blog you got here!
    I've been around for quite a lot of time, but finally decided to show my appreciation of your work!

    Thumbs up, and keep it going!

    Cheers
    Christian, iwspo.net

    ResponderExcluir
  9. Thank you Christian. Where do you live?

    ResponderExcluir
  10. Ola Anonimo

    tente a Juiza de paz Eliane Sili ligue-me e darei o tel dela 99124939
    Tenha uma noite lilás

    ResponderExcluir
  11. Ola para todos
    Saudades

    Querida Silvia, o valor da locomoção dos juizes de paz é determinado pela corregedoria do TJ em 2011 545,00.
    A tabela das taxas cartorais muda todo janeiro.
    bj
    Tenha uma noite lilás

    ResponderExcluir
  12. Oi Lilah. Obrigada pela informação.

    ResponderExcluir
  13. Querida Silvia, querida juíza Lilah: peço a ajuda de vocês porque acabo de saber que o casamento da minha filha, agendado para o dia 6 de novembro de 2011 (sendo a celebrante a dra Maria Vitória), está arriscado a não acontecer porque o advogado que ficou incumbido da averbação do divórcio do primeiro casamento do meu futuro genro, ainda não efetuou a tarefa, e que a justiça lenta inviabilizaria a data que teria que ser prorrogada (com tudo já encomendado, vcs podem imaginar!).
    Gostaria que alguém, por gentileza, me enviasse um telefone de contato da juíza, ou nos orientasse como proceder.
    Muitíssimo obrigada,
    Ana Guimarães
    e-mail: anaerguimaraes@terra.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Silvia.
    Seu casamento foi com a Juiza Sonia não foi?
    Pode me dizer por favor o que achou?
    Segue meu email: millapadua@gmail.com
    Obrigada

    ResponderExcluir
  15. Olá, adorei seu blog. Caso daqui a um ano e estou atrás de um Juiz de Paz, entrarei em contato com esses que apontou!! Sem querer ser indiscreta rs Quanto ao final de tudo saiu a Juiza de Paz?

    ResponderExcluir
  16. Oi Robbe. Tudo bem?

    Há 2 anos atrás eu paguei aproximadamente R$800,00, mas todo ano as custas judiciais são reajustadas, portanto, com certeza este valor aumentou.

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  17. Ola Bom dia..

    Gostaria de saber se algum desses juize de paz, viria para Vitoria - ES, pois aq no estado estou com dificuldade de achar..

    Aguardo resposta..

    ResponderExcluir
  18. Olá prezados, gostaria de saber com você Silvia o que achou da sua juíza de paz, me indicaria? Caso sim poderia me passar o contato ?

    Um abraço

    nane.ze13@yahoo.com.vr
    Elaine

    ResponderExcluir
  19. Olá, adorei as dicas!

    Quero fazer uma pergunta as taxas cartorárias são separadas do valor que se paga ao juiz? Tipo juiz 900, 00 + taxa cartorárias 900, 00, seria isso?
    Desde já agradeço.
    Tatiana

    ResponderExcluir
  20. Bom dia,

    Caso o casal queira casar com juiz de paz de fora do RCPN de onde foi feira a habilitação , é IMPRESCINDÍVEL MESMO QUE SE VÁ AO RCPN do outro juiz de paz , apresente a habilitação e pague uma taxa ?

    Mas onde está escrito isso na Lei ?

    Casar fora da habilitação com outro juiz de paz não prejudica a questão de opor impedimentos ?

    ResponderExcluir

Comente! Sua opinião é muito importante para mim :)

Silvia Tanes - Decoradora de Eventos ©| Desenvolvido por Heart Ideas – soluções criativas.